9/07/2010

EM BREVE VOU ORGANIZAR UM JANTAR DE HOMENAGEM ÀS LOIRAS (VERDADEIRAS OU FALSAS)...NUM CONTEXTO HISTÓRICO, ONDE NÃO FALTARÃO STREPERS (MAS CULINO E FEMENINO)...UMA MADRINHA LOIRA (FIGURA PÚBLICA).....FINALIZANDO O EVENTO COM MÚSICA PARA DANÇAR. TODOS PODEM PARTICIPAR NESTE EVENTO ENÉDITO....EM BREVE MAIS NOTÍCIAS...

8/19/2010

vai ao meu facebbook-prof.herrero@hotmail.com


EM BREVE DAREI NOTÍCIAS SOBRE O JANTAR DE HOMENAGEM ÀS LOIRAS.......VAI SER MUITO ESPECIAL...........

8/02/2010

350 C0NVIVAS EM ANIVERSÁRIO DE JANTAR DOS 13


32º JANTAR DOS 13 CONTRA O MEDO A SUPERSTIÇÃO E O AGOURO
LUTA CONTRA O CHARLATANISMO
UMA CRIAÇÃO de PROF. HERRERO: ILUSIONISTA, ESCRITOR, PARAPSICÓLOGO, HIPNOTIZADOR E FAQUIR.
Em 13 de Agosto de 2010 – SEXTA-FEIRA 13 – Prof. Herrero organiza a 32º JANTAR DOS 13,evento que atrai seguidores, não só de Portugal mas também de outros países. Considerado uma tradição, o jantar dos 13 é o único evento que se tornou numa verdadeira luta, não só contra a superstição, bruxaria e crenças nocivas que condicionam o ser humano, prejudicando-o no seu bem estar psicológico, físico, económico, como também se tornou na maior luta contra o charlatanismo e falsos iluminados. Como é habitual, os participantes vestem de preto, e sentam-se em mesas de 13, onde os talheres se encontram cruzados, o sal entornado, espelhos partidos e um sem número de objectos e animais (gatos pretos, iguanas gigantes, cobras, mochos) entre outros, ligados ao mundo da superstição, no qual se inclui A BRUXARIA e outras crenças consideradas nefastas para a mente humana.
Num ambiente algo macabro mas também de festa, os convivas passam por baixo de um escadote, seguindo-se a passagem pelo túnel do terror, até entrarem na sala que se encontra rigorosamente decorada, basicamente em negro e com imensos símbolos ligados ao mundo da superstição, como guarda-chuvas abertos, o morto no caixão, etc.
Num ambiente que o nosso imaginário associa às chamadas casas assombradas, encontram-se imensas velas acesas, grandes candelabros e outros adereços considerados pertença do mundo do oculto. O cheiro a incenso e as muitas e enormes teias de aranha, bem como os sons de arrepiar, ora vindos de cânticos gregorianos ora das mais variadas situações gravadas nos arquetípicos do inconsciente colectivo, levam os convivas a entrarem num mundo onde se confrontam com os seus irracionais medos…
PORQUÊ TUDO ISTO?
Porque demonstramos desta maneira que não somos dominados pelo medo daquilo que os supersticiosos receiam e isso, só é possível em situações com num ambiente como este, criado no jantar dos 13.É importante que esta mensagem seja divulgada e repetida pela comunicação social: de que as crenças supersticiosas estão a mais nas vidas das pessoas, para que, cada vez mais gente siga o nosso exemplo.
Nesta edição contaremos com artistas bastantes conceituados.
O delicioso jantar gastronomicamente cuidado, é especialmente “confeccionado” para o efeito:

Pão Bolorento;
Entradas de Morcego e Lagartixa;
Sopa de Aranhas Pretas;
Marisco do Mar do Terror;
Carnes Variadas de Corvo e Morcego à Sô Zé do Diabo;
Variações mistas de saladas de lesmas com mau-olhado;
Sobremesas do Cemitério;
Café do 13º Inferno;
Vinhos: Sangue de Drácula e Mistela de Morcego



ESTA É A 32ª EDIÇÃO DO JANTAR DOS 13

OS CONVIVAS TERÃO OBRIGATOTIAMENTE QUE PASSAR POR BAIXO DE UM ESCADOTE

XX ANIVERSÁRIO EM 32 EDIÇÕES. LUÍSA MIRA LANÇA HINO DOS 13 E MUITAS SURPRESAS

JANTAR DOS 13 EM SILVES-EMENTA



20º ANIVERSÁRO…32ª EDIÇÃO DO JANTAR DOS 13SEXTA-FEIRA,13 DE AGOSTO “PONTE ROMANA”-SILVES…20 HORAS!!PROF.HERREROTELM: 917811955prof.herrero@hotmail.com

JANTAR DE PROF.HERRERO (SEXTTA-FEIRA 13 DE AGOSTO

32º JANTAR DOS 13 CONTRA O MEDO A SUPERSTIÇÃO E O AGOURO
LUTA CONTRA O CHARLATANISMO
UMA CRIAÇÃO de PROF. HERRERO: ILUSIONISTA, ESCRITOR, PARAPSICÓLOGO, HIPNOTIZADOR E FAQUIR.
Em 13 de Agosto de 2010 – SEXTA-FEIRA 13 – Prof. Herrero organiza a 32º JANTAR DOS 13,evento que atrai seguidores, não só de Portugal mas também de outros países. Considerado uma tradição, o jantar dos 13 é o único evento que se tornou numa verdadeira luta, não só contra a superstição, bruxaria e crenças nocivas que condicionam o ser humano, prejudicando-o no seu bem estar psicológico, físico, económico, como também se tornou na maior luta contra o charlatanismo e falsos iluminados. Como é habitual, os participantes vestem de preto, e sentam-se em mesas de 13, onde os talheres se encontram cruzados, o sal entornado, espelhos partidos e um sem número de objectos e animais (gatos pretos, iguanas gigantes, cobras, mochos) entre outros, ligados ao mundo da superstição, no qual se inclui A BRUXARIA e outras crenças consideradas nefastas para a mente humana.
Num ambiente algo macabro mas também de festa, os convivas passam por baixo de um escadote, seguindo-se a passagem pelo túnel do terror, até entrarem na sala que se encontra rigorosamente decorada, basicamente em negro e com imensos símbolos ligados ao mundo da superstição, como guarda-chuvas abertos, o morto no caixão, etc.
Num ambiente que o nosso imaginário associa às chamadas casas assombradas, encontram-se imensas velas acesas, grandes candelabros e outros adereços considerados pertença do mundo do oculto. O cheiro a incenso e as muitas e enormes teias de aranha, bem como os sons de arrepiar, ora vindos de cânticos gregorianos ora das mais variadas situações gravadas nos arquetípicos do inconsciente colectivo, levam os convivas a entrarem num mundo onde se confrontam com os seus irracionais medos…
PORQUÊ TUDO ISTO?
Porque demonstramos desta maneira que não somos dominados pelo medo daquilo que os supersticiosos receiam e isso, só é possível em situações com num ambiente como este, criado no jantar dos 13.É importante que esta mensagem seja divulgada e repetida pela comunicação social: de que as crenças supersticiosas estão a mais nas vidas das pessoas, para que, cada vez mais gente siga o nosso exemplo.
Nesta edição contaremos com artistas bastantes conceituados.
O delicioso jantar gastronomicamente cuidado, é especialmente “confeccionado” para o efeito:
Pão Bolorento;
Entradas de Morcego e Lagartixa;
Sopa de Aranhas Pretas;
Marisco do Mar do Terror;
Carnes Variadas de Corvo e Morcego à Sô Zé do Diabo;
Variações mistas de saladas de lesmas com mau-olhado;
Sobremesas do Cemitério;
Café do 13º Inferno;
Vinhos: Sangue de Drácula e Mistela de Morcego


RESERVAS: TLM: 917811955 OU 963260090…PROF.HERRERO (CRIADOR E ORGANIZADOR)

POR FAVOR REENVIE AOS SEUS AMIGOS………

20º ANO COSECUTIVO EM 32 EDIÇÕES------ (ANIVERSÁRIO)

7/14/2010

JANTAR DOS 13 DE PROF.HERRERO EM SILVES


PROF.HERRERO E O RESTAURANTE "PONTE ROMANA" EM SILVES (ALGARVE) COMEMORAM O 20º ANIVERSÁRIO DO CÉLEBRE JANTAR DE " SEXTA-FEIRA 13"- CONTRA A SUPERSTIÇÃO, O MEDO E AS CRENÇAS NEGATIVAS.ESTE EVENTO VAI NA 32ª EDIÇÃO, ESPERANDO-SE CERCA DE 350 CONVIVAS VINDOS UM POUCO DE TODO MUNDO.UMA EMENTA A RIGOR, REGADA COM VINHOS SANGUE DE DRÁCULA E MISTELA DE MORCEGO.
MUITOS ARTISTAS- PALESTRAS- MÚSICA PARA DANÇAR...MUITAS SURPRESAS...NUMA SALA RIGORASAMENTE DECORADA COM SÍMBOLOS LIGADOS AO MUNDO DO OCULTO ( PARA DESMISTIFICAÇÃO)...SENDO LANÇADO O HINO "SEXTA-FEIRA 13" PELA FADISTA LUÍSA MIRA....
CONTACTOS PARA INFORMAÇÕES E RESERVAS.....917811955 OU prof.herrero@hotmail.com

4/14/2010


DOS MEUS 9 LIVROS EDITADOS,ESTE TALVEZ TENHA SIDO O LIVRO MAIS POLÉMICO.SERÁ QUE OS MORTOS COMUNICAM COM OS VIVOS?

3/25/2010

outras realidades

OUTRAS REALIDADES

A realidade é aquilo que acreditamos que seja real, razão porque se diz que a mentira repetida, torna-se real. Os políticos, está confirmado, são os que mais mentem, mas não repetem por muito tempo a mesma mentira, vão modificando, com arte e manha, através de uma retórica calculista, até que a realidade seja percebida, mas desculpada, por atingir um patamar de mentira piedosa.
A vida é, como se diz, feita de ilusões e são estas que dão colorido à própria vida. O lado mais escuro do existir é anestesiado por imensas ilusões conscientes e inconscientes, podendo-se dizer que não podemos passar sem essas defesas dessas realidades irreais, ou será que tudo não passa de ilusão e que escolhemos algumas, para que a realidade tenha razão de existir.

Como disse alguém, que nunca se identificou, a ilusão entra em cena quando a realidade lhe dá a mão, mas também pode ser vista de forma contrária: a realidade entra em cena quando a ilusão lhe dá a mão!

Será que existe possibilidade de as diferenciar, já que a mesma coisa é real para uns e ilusório para outros?

“A utopia é o princípio de todo o progresso e o desejo de um futuro melhor” ; “ Sem ilusões, a humanidade morreria de desespero ou de enfado”. Anatole France.

Até que ponto o sonho de um ideal não é mais belo do que a própria concretização? O desejo de ter pode ser mais estimulante do que na verdade alcançarmos o que se deseja. Amar aquilo que não se conhece, o desconhecido, pode ser mais atractivo do que amarmos o que se conhece. As histórias, os contos, as lendas, narrações e imaginários têm um efeito maior e mais compensador nas nossas mentes do que a maior parte daquilo a que chamamos de realidade.

“Na utopia de ontem, foi engendrada a utopia de hoje, assim com na utopia de amanhã de amanhã palpitam novas realidades.” – José Ingenierios.

O próprio Balzac diz que o melhor da vida são as ilusões e Victor Hugo diz que a alma tem ilusões como as aves têm asas: é isso que as sustêm. Multatuli considera que as ilusões perdidas são verdades encontradas e, entre tantos outros, cito Marquês de Sade, quando diz que o homem seria o mais infeliz dos seres se, da necessidade que ele sente de ter uma ilusão, nascesse a realidade correspondente.

O certo, é que todos vivemos movidos pela ilusão, se este certo também, não mais é do que uma ilusão. Toda as realidades têm por base a ilusão, sendo a arquitectura da ficção até evoluir para uma outra realidade, que seja vista pala maioria, como uma realidade em colectivo, tal como as alucinações também colectivas, onde toda a gente confirma a existência de um existir que na perspectiva de realidade não existe.
Somos “o penso logo existo” ou “o existo logo penso”?
Talvez não haja necessidade de nos preocuparmos com o que é ou não real, porque o mais importante é o que sentimos e, quer exista ou não, cabe a cada um de nós inventá-lo, mesmo que tudo não passe da mais surpreendente ilusão. Talvez a maior realidade que existe para o ser humano é não aceitar nada como certo ou real, nem ele próprio que foi criado por Deus, ou teria sido ele mesmo que criou Deus?

PROF.HERRERO